Notícias

Nova sede da Inova Unicamp amplia conexão de empresas com a universidade e marca início de projeto pioneiro no país

A Agência de Inovação da Universidade Estadual de Campinas (Inova Unicamp) inaugurou nesta quinta-feira (4) sua nova sede. O espaço vai acolher a equipe responsável pela gestão das tecnologias desenvolvidas na universidade e ampliar o Parque Científico e Tecnológico da Unicamp. A cerimônia de lançamento pode ser acompanhada pela internet e contou com a presença do reitor, Marcelo Knobel, do prefeito de Campinas, Dário Saadi, e da secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado, Patrícia Ellen.

Durante o evento, os participantes puderam fazer um tour virtual pelas instalações. O novo endereço da Inova fica localizado no Polo de Alta Tecnologia de Campinas, ao lado de empresas-filhas da Unicamp e outros importantes institutos como o Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) e o Pólis de Tecnologia do Centro de Pesquisa em Telecomunicações (CPqD).

“É um momento de muito orgulho, felicidade e emoção para nós”, disse o diretor-executivo da Inova Unicamp, Newton Frateschi.

Criada em 2003, a agência tem quatro principais eixos de atuação. “Não é só um escritório de transferência de tecnologia. Não é só um escritório de patentes. Não é só uma incubadora. A Inova é tudo isso junto, e ainda mais. Ela  promove a cultura da Inovação, tanto dentro da academia quanto fora”, afirma Frateschi. Missão que se amplia no novo espaço.

O prédio principal tem 516 metros quadrados de área interna distribuídos em escritórios e salas de reunião. A área pertencia à antiga Fazenda Argentina e foi comprada em 2004 para os planos de expansão da universidade. Por meio de uma parceria público-privada com a Campinas Decor, R$2,5 milhões foram investidos na restauração do imóvel. As melhorias foram doadas para a Unicamp em 2018.

Além da sede, outro prédio adjacente foi transformado num grande ponto de encontro entre pesquisadores, empresas e investidores. O chamado “Anexo” tem infraestrutura completa para incubar startups, atender grandes projetos e novas empresas de base tecnológica. São mais de 580 metros quadrados divididos em salas de reuniões, para eventos e coworking. A montagem do espaço contou com recursos de empresas-filhas por meio de financiamento coletivo e doações.

“A Inova é um estímulo enorme à inovação e ao empreendedorismo. Temos orgulho de ter aqui todo o pioneirismo de um benchmarking de uma agência de inovação”, resumiu César Gon.

César Gon é CEO da CI&T e participou do evento representando as empresas-filhas da Unicamp. Para ele, o novo espaço da agência mostra uma universidade conectada com os anseios da sociedade. O prefeito de Campinas, Dário Saadi, lembrou que a cidade sempre esteve na vanguarda da inovação.

“A Inova Unicamp foi um marco na região. A inauguração desta nova sede é mais um passo e um ambiente propício para fomentar negócios, ampliar o conhecimento e a possibilidade de estímulo às empresas de tecnologia em nossa cidade”, disse Saadi.

Atualmente, 60% das mais de mil empresas-filhas da Unicamp estão sediadas na Região Metropolitana de Campinas (RMC). Juntas, empregam 33 mil pessoas e movimentam 8 bilhões de reais.

“De modo claro, e inequívoco, a Unicamp dá uma resposta ao obscurantismo. De forma prática, traz a inovação e com a inovação vem o desenvolvimento. Sem um elo desta cadeia não há emprego e renda nem qualidade de vida para nossa população”, comenta a coordenadora-geral da Unicamp, professora Teresa Atvars.

Sobre o HIDS – Durante a cerimônia, a Unicamp e a Prefeitura de Campinas também assinaram um convênio com o Governo de São Paulo, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, para a formalização da criação do Hub Internacional para o Desenvolvimento Sustentável (HIDS). A parceria abre caminho para a construção futura de um complexo de laboratórios que será instalado ao redor da nova sede da Inova.

Na ocasião, foi assinado o convênio do HIDS

“Não é suficiente ser apenas a referência nacional”, disse Patrícia Ellen. Segundo a Secretária de Estado, precisamos nos conectar com cadeias de inovação globais. “E para que isso aconteça, esses modelos só serão bem-sucedidos se forem realizados de forma integrada entre o setor público, acadêmico-científico e também com a sociedade e o setor privado”, expõe.

O coordenador do HIDS, Prof. Marco Aurelio Pinheiro Lima, explicou que o consórcio trata-se de um protocolo de intenções que permite o início imediato de sinergias dentro da estrutura.

“Somos 7 bilhões de pessoas no mundo. Criar a lógica do desenvolvimento sustentável em todas as nossas ações é extremamente importante”, frisa o coordenador do HIDS.

O projeto prevê a ocupação e o desenvolvimento de uma área de 11,3 milhões de metros quadrados em Campinas e já conta com financiamento de um milhão de dólares do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O HIDS vai integrar o campus da Unicamp, a PUC-Campinas, a Companhia de Desenvolvimento do Pólo de Alta Tecnologia de Campinas (Ciatec II) e o Polo de Desenvolvimento Tecnológico.

O objetivo é criar um distrito modelo com governança mista. De acordo com o reitor da Unicamp, Marcelo Knobel, não existe nada parecido no mundo.

“É um projeto extremamente ousado que tem a participação de todas as esferas de governo, de empresas públicas, de empresas privadas, de universidades, e que realmente tem o desafio de formar um consórcio que pense os objetivos do desenvolvimento sustentável de uma maneira adequada e inovadora”, afirma Knobel.

 

Texto Ana Paula Palazi, fotos Pedro Amatuzzi, da Comunicação da Inova Unicamp

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.