Pesquisa aplicada para cidades mais verdes e compactas – O caso do Hub Internacional para o Desenvolvimento Sustentável (HIDS), Campinas-SP

Uso e ocupação da terra na área do Hub Internacional para o Desenvolvimento Sustentável (HIDS), Campinas/SP

 Análise da dinâmica sócio espacial e perspectivas futuras

Pesquisadora

Júlio Deziró de Oliveira Santos

Contato pesquisador: juliodos@gmail.com
Nível: Iniciação científica
Orientador (supervisor): Prof. Dr. Lindon Fonseca Matias
Unidade/Instituição: Instituto de Geociências (IG) da Unicamp/Departamento de Geografia
Financiado por: Fapesp

O Hub Internacional para o Desenvolvimento Sustentável (HIDS) é uma proposta da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), em conjunto com outras instituições, que compreende a expansão do campus universitário bem como a atuação de demais instituições, públicas e privadas em seu entorno, na criação de um ambiente de atração e sinergia em prol de atividades inovadoras, de alta tecnologia e que contemplem o desenvolvimento sustentável, com pertinência nacional e internacional, na cidade de Campinas (SP). O projeto prevê uma ocupação e uso diferenciado para a área de expansão do campus universitário, com uso de tecnologias e energias renováveis, aliado à presença de instituições de pesquisa. Tais condições devem desdobrar na ocupação do entorno da Unicamp, dentro da área delimitada pelo HIDS, que contém diversas instituições ligadas a ciência e tecnologia, bem como áreas ainda a serem ocupadas. A fim de contribuir para o planejamento da área, este trabalho mapeou e analisou o uso e ocupação da terra no período de 1960 até 2020 com uso de geotecnologias. O mapeamento demonstrou as diferentes configurações fundiárias ao longo do tempo, reconheceu seus principais agentes e descreveu tendências de uso e ocupação ao longo dos anos. Na área predomina o uso rural que com o tempo se converteu em tipologias urbanas ligadas a instituições de ensino e pesquisa. Tal ocupação está diretamente ligada a capacidade de atração de atividades de tecnologia pela Unicamp e vem recebendo atenção do planejamento público com o intuito de aprofundar o desenvolvimento na região. Também foi possível entender o fenômeno do hub a partir de experiências internacionais, criar uma caracterização do fenômeno e compará-lo com o HIDS com a finalidade de criar perspectivas futuras.