Notícias

Sirius abre 5 novas estações de pesquisa e instalações de apoio de última geração

O Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), organização social vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), oficializa no dia 8 de outubro o início das pesquisas em cinco novas estações de pesquisa do Sirius, o maior e mais complexo projeto científico já desenvolvido no Brasil, em Campinas, SP. Também vão ser oficialmente entregues um laboratório de apoio e a unidade de processamento de dados, equipada com supercomputadores.

As cinco novas estações experimentais do Sirius, conhecidas como linhas de luz, ganharam nomes inspirados na flora e fauna brasileiras: Carnaúba, Cateretê, Ema, Ipê e Imbuia. A partir de agora, essas linhas de luz passam a receber propostas de investigação de pesquisadores externos, vindos de universidades ou da indústria, nas mais variadas áreas do conhecimento.

“Temos muito trabalho pela frente, mas cada avanço do Sirius reforça que temos competência para lançar a ciência e a tecnologia do País a um novo patamar. A comunidade científica brasileira faz um ótimo trabalho e nós atuamos para apoiá-la, oferecendo condições de pesquisa inéditas no País. Estamos montando uma máquina para ser competitiva internacionalmente, projetada por brasileiros e construída em parceria com a indústria nacional. Trabalhamos para que o Sirius seja motivo de orgulho para o País”, afirma Antonio José Roque da Silva, Diretor-Geral do CNPEM e do Projeto Sirius.

Saiba mais no site do CNPEM.

Fonte: Assessoria de Comunicação em 08/10/2021

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.